Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



anoxia

Pedro Simão Mendes, em 23.12.16

nunca pude contar

as vezes em que não

te soube ouvir.

mas sei que foram demasiadas.

e agora que te sinto

fugir,

queria ter-te decorado

os lábios

e saber na ponta da língua

todas as palavras

que deles saíram.

e agarrar-te.

e num abraço quente

trazer-te para o fundo do mar

e que aqui ficasses comigo

até o oxigénio se nos acabar.

 

escrito a 23.12.2016

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:27




mensagens

pesquisar

  Pesquisar no Blog