Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



da solidão

Pedro Simão Mendes, em 29.04.16

se sou eu que busco a solidão

ou se é ela que me encontra,

desconheço.

mas é verdade que nos acompanhamos sempre.

caminhamos de mãos dadas por entre as multidões

e, por vezes, sentamo-nos a conversar

(usualmente, ela dedica-se a escutar)

ou trocamos, simplesmente, silêncios.

ao fim do dia abraça-me, e à noite dorme comigo.

quando um novo dia nasce, está a meu lado.

 

é que no tempo que passa

foge-me a vontade de sair de mim

numa exaustão de comigo mesmo estar.

 

escrito a 30.07.2015

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:19




mensagens

pesquisar

  Pesquisar no Blog