Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



foda-se 2016

Pedro Simão Mendes, em 30.12.16

2016 está quase a chegar ao fim. invariavelmente, dezembro é a altura de fazer balanços. e, olhando para trás, só tenho uma palavra para descrever 2016: foda-se. é mesmo isso, porque 2016 foi um misto de coisas muito, muito boas, mas também de coisas muito, muito más. mas assim em avalanche, tudo misturado, tipo salsada. fiquei confuso.

foda-se, que parece que 2016 lixou os artistas musicais todos de uma só vez; foda-se, que Trump ganhou as eleições; foda-se, que os ataques terroristas continuam; foda-se, que aqui em casa nada muda; foda-se, que se terminou uma relação de sete anos e meio; foda-se, que não arranjo emprego; foda-se, que estou sozinho; foda-se que as pessoas me continuam a irritar; e foda-se, que os amigos nunca se conseguem encontrar...

mas também, foda-se, finalmente consegui um part-time! e foda-se, que consegui, finalmente, a bolsa de doutoramento! e foda-se, visitei Budapeste; e foda-se, fui à Madeira; e foda-se, fiz novos amigos; e foda-se, apanhei bebedeiras; e foda-se, experimentei coisas novas; e foda-se, que aproveitei o verão; e foda-se, fiz sexo como um louco; e foda-se, 2016 está a acabar. e foda-se, que 2017 se aguente comigo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:46




mensagens

pesquisar

  Pesquisar no Blog