Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#477

Pedro Simão Mendes, em 09.04.13

    "restam apenas ervas daninhas? pior ainda: as ervas daninhas estão de tal maneira emaranhadas nas boas que não se consegue enfiar as mãos no meio para puxar. dir-se-ia que se criou um pacto de cumplicidade entre as ervas de semeadura e as ervas selvagens, um afrouxamento das barreiras impostas pelas desigualdades de nascimento, uma tolerância resignada em relação à degradação. (...)

    é claro que arrancar uma erva daninha aqui e ali não resolve nada. seria necessário proceder assim (...) tomar um quadrado de prado de um metro por um metro e limpá-lo (...). em seguida, passar a um outro quadrado."

-- in palomar, de italo calvino

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:05



mensagens

pesquisar

  Pesquisar no Blog