Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#83

Pedro Simão Mendes, em 18.10.10

18.10.2010

 

fugiu-lhe a inspiração do peito, como a memória foge da infância; a chuva deixou de cair e ele escreveu na página em branco defronte dele três palavras soltas que ouvira naquele dia. depois, fechou os olhos e dormiu, esperando acordar num sonho bom.

 

coração. musgo. verde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:36




mensagens

pesquisar

  Pesquisar no Blog